31 de janeiro de 2016

A Escrita Recomenda - Janeiro



Olá!
Há poucos meses criei este "A Escrita Recomenda" onde escrevo sobre posts ou blogs que sigo ou conheci na semana corrente.
Bem, neste ano decidi que essas recomendações seriam uma vez por mês, mas não se assustem caso haja meses em que o post de recomendações apareça no blog mais de uma vez.
Enfim, tudo depende das coisas que veja e que realmente me chamem à atenção...

Estas são as recomendações d'A Escrita relacionadas a este mês de Janeiro:

  • "Querida Idade", parabéns!



A Rayanne Azevedo festejou no dia 10 de janeiro os dois anos do blog “Querida Idade”. Rayanne, parabéns pelo blog, pelos posts e todo o trabalho desenvolvido. Sucesso para você!


  • "Quero mais amor na blogosfera"




Estava a navegar pela blogosfera e encontrei o blog da Bruna, o “Bruna Diana”, onde ela publicou um post que fala sobre algo que sempre defendo: mais amor no nosso mundo de blogs e bloggers. O post é curto, a mensagem é direta. Vale a pena ler...



  • Indicados ao Óscar




A Ana, do "Mesa de Café da Manhã" (parceiro do blog), fez uma lista com os nomeados aos Óscars e deu a sua opinião sobre uma parte deles.
Não estou atualizada no que toca a filmes, então, o post da Ana fez com que conhecesse algumas obras.
Adoro este tipo de eventos!



  • Dicas para escrever




A Jennyfer, do blog Little Wonders, fez um post lindo que, inclusive, faz parte dos assuntos que quero escrever aqui no "A Escrita e Eu".
O Little Wonders traz dicas sobre como escrever que vão desde inspirações até aos dias em que temos o famoso "bloqueio criativo".




Estes foram alguns dos tantos blogs que visitei e posts que li neste mês de Janeiro. Espero que em fevereiro haja mais "A Escrita Recomenda" porque é, sem dúvidas, uma maneira de conhecer novos cantos deste nosso imenso mundo chamado Blogosfera!

Like na página: "A Escrita e Eu" no Facebook
Segue no Insta: @jhenifferluiz

28 de janeiro de 2016

Amigos são para a vida


"Ser amigo é interpretar olhares, entender silêncios, ter compreensão, perdoar os erros, guardar segredos, prevenir quedas e secar lágrimas."

Sou o tipo de pessoa que se entrega às amizades e, por vezes, fica cega por isso. Sou o tipo de pessoa que olha, que observa. 
Ouvir um "estou bem" de um amigo (a) não me basta se o que eu observar não corresponder à resposta.
Construo castelos e palácios se a pessoa me parecer do bem e acabo por me ferir. Já me feri com amigos. Feri-me porque criei expectativas no outro que nem sempre foram correspondidas.
Sou amiga para estender a mão e fazer o possível para ajudar nos piores momentos. Essa mesma mão que estende, também treme e enfraquece se souber que em nada posso ajudar.
Colegas são para instantes, amigos são para a vida. Eu acredito nisso. 



fonte





Like na página: "A Escrita e Eu" no Facebook

Segue no Insta: @jhenifferluiz

21 de janeiro de 2016

Livros que pretendo ler


Olá, mundo!

Eu adoro escrever (ai, que novidade!), mas ler livros não é um hábito que pratico. Sim, para alguém que tem um blog com este nome  e faz Jornalismo não é algo para se gabar, por isso, pretendo mudar e começar a ler alguns livros.
Grandes romances não faz, de todo, parte das histórias que me chamam à atenção. Na verdade, eu gosto de histórias reais, de pessoas reais, sem muita fantasia no enredo.

Para este ano, há dois livros que adoraria ler:

  • Thammy - Nadando contra a corrente
no livro, Thammy partilha as histórias da sua vida; fonte

A Thammy  é o filho de uma artista bastante famosa no Brasil. Como a mãe era dançarina,  Thammy, ao início, era bastante feminino e, inclusive, fazia parte dos espetáculos da mãe.
Quando mais velho, "assumiu" (odeio este verbo para falar destes assuntos!) a sua homossexualidade e, desde que  iniciou o processo de transexualização, passou então a ser alvo de julgamentos por parte de todos. Com o livro, Thammy rompe os tabus relacionados ao tema e conta aos leitores as dificuldades e todo o processo de aceitação (por parte dos outros para consigo, principalmente) pelo qual passou.

  • Andressa Urach - Morri para viver
Andressa e a sua história no mundo da prostituição de luxo e outros submundos; fonte

Andressa Urach é uma figura pública brasileira que sempre esteve envolvida em polémicas, sendo a maior de todas uma suposta ligação com o jogador de futebol Cristiano Ronaldo. 
A Andressa era obcecada pela beleza e, na tentativa de atingir o corpo perfeito, foi mal sucedida numa das suas intervenções cirúrgicas. Foi aí que ela viu a morte de perto.
Após todo o sofrimento, Andressa converteu-se, passando então a ser evangélica; conversão essa que não foi bem vista pelo público que a acompanhava.
No livro ela revela toda a sua verdadeira história: como se tornou uma das mais desejadas prostitutas do país, o envolvimento com drogas e também a experiência com a morte, etc.



Estes são dois livros que adoraria ler. Não sei se será possível, mas vou tentar!
E vocês, quais são os livros que querem ler este ano?


Like na página: "A Escrita e Eu" no Facebook
Segue no Insta: @jhenifferluiz



17 de janeiro de 2016

Evelyn Regly - a Youtuber que me conquistou!


Olá, mundo!

A maioria das pessoas que eu conheço, são fãs dos Youtubers e desses canais de puro entretenimento que há no YouTube. 
Eu, particularmente, nunca dei muita confiança para essas pessoas. Não sei bem explicar, mas acho que apenas não me interessava  e nem tinha paciência para estar mais de 5 minutos  a ouvir alguém a falar.


Além da falta de paciência, eu também era um tanto quanto ignorante em relação à variedade de conteúdo que há porque, sempre que me falavam em Youtubers, pensava naquelas meninas que ensinam tutoriais de maquiagem e etc.
Não me entendam mal e não pensem que é algum preconceito contra quem tem esse tipo de canal, blog, ou seja o que for, mas eu, Jheniffer (Uau, descobrimos agora o teu nome...!), não sou o tipo de mulher que tem paciência para assuntos de mulher. Confusos? haha


esta é a Evelyn, a Youtuber que me cativou pela simpatia, irreverência e originalidade; fonte

Descobri a Evelyn há pouco tempo (uns dois meses, talvez) quando uma "professora" decidiu mostrar-nos um vídeo onde ela falava sobre os tipos de pessoas no trabalho. Esse vídeo despertou-me curiosidade e, assim que pude, fui pesquisar mais sobre a pessoa e ver outros vídeos.

Desde então, sou seguidora assídua do canal "Evelyn Regly". Lá, ela mostra as viagens que faz, e aborda assuntos do cotidiano, na grande maioria sobre relacionamentos (quer seja com namorado, marido, colegas de trabalho, escola, vizinhos...) de uma maneira bem direta e divertida. 

#Ehtudovaca é a expressão mais falada nos vídeos dela. Amigas, irmãs, ex namoradas do marido, vizinhas, enfim, para a Evelyn, são todas vacas haha; fonte



Extrovertida, brincalhona e sincera foram as principais características que fizeram com que a Evelyn Regly conquistasse mais de 1 milhão de seguidores no Youtube, sem contar com as restantes redes sociais.
Bem, eu tornei-me fã. E vocês, conhecem a Evelyn?


Youtube: Evelyn Regly
Instagram: @evelynregly



Like na página: "A Escrita e Eu" no Facebook
Segue no Insta: @jhenifferluiz

14 de janeiro de 2016

Seguidores da Escrita


Olá,


O post de hoje é muito especial porque quero destacar uma seguidora super assídua aqui do "A escrita e eu".
Não pensem que estou a rejeitar os outros seguidores (de maneira alguma!), até porque sou grata a todos, e sempre que posso digo isto no blog.

Neste primeiro "Seguidores da Escrita" quero destacar uma leitora muito especial que está sempre atenta aos novos posts, comenta e até já indicou o blog para responder a uma tag.

A Karoline Nunes tem 13 anos, mas escreve como "gente grande". Ela é a responsável pelo "Caro Sonhador", um blog literário onde podemos ler poemas, resumos resenhas de livros, poesias e tudo relacionado ao mundo da literatura.



Obrigada, Karoline, por gostar dos posts do blog e por continuar a ser leitora do "A escrita e eu"!



VISITEM A KAROLINE E O SEU BLOG "CARO SONHADOR"


Like na página: "A Escrita e Eu" no Facebook
Segue no Insta: @jhenifferluiz

10 de janeiro de 2016

Seja poesia!


A poesia corre como sangue. Grita o silêncio e acalma o coração.

Tudo me inspira: o ar, o sol, o vento e o mundo que me rodeia...
Para mim, uma das maneiras mais puras de agradecer a existência de uma pessoa é tranformá-la em versos. Só faço isso a quem é muito especial.
Enganam-se aqueles que resumem poemas em um simples "falar de amor" enquanto casal. A poesia também cabe na amizade e nos sentimentos de gratidão. Sempre serei defensora disso.
Ser poesia é ser vida! Vida de amor, olhares e sorrisos.
Sou da poesia. Escrevo poesia. Sou feliz assim!


imagem encontrada no Facebook

8 de janeiro de 2016

Ano novo, blog novo?


Olá,

Há quanto tempo não escrevo aqui? Bem, ainda no outro dia fiz um post para explicar algumas coisas porque andei uns dias (foram cerca de dois meses...) desaparecida da blogosfera.

Estou rodeada de dúvidas relacionadas aqui ao "A escrita e eu", até já me passou pela cabeça desistir do blog, mas, o amor impede-me de o fazer! Amor ao blog, à escrita, às leitoras e seguidores...
Não sei se mudo o nome, se crio outro blog e mantenho os dois... não sei! A única certeza que tenho é que quero e preciso mudar este blog. 

No ano passado decidi abrir o leque de assuntos e o resultado foi excelente, agora espero que o mesmo aconteça com esta mudança no layout. Vamos ver...


Continuem desse lado a acompanhar este nosso espaço. Quero escrever-vos bastante e durante muito tempo.
Lembro-me como foi difícil conseguir chegar onde estou com o blog. "Jheniffer, falas como se tivesses milhares de leitores..." Eu sei que não tenho milhares, mas os que tenho consegui com esforço e sou grata a todos que aqui estão. Não posso desistir agora!

I can = eu posso/eu consigo; fonte
Obrigada por me aturarem. Vemo-nos nos próximos posts, nas próximas poesias!